sexta-feira, 18 de março de 2011

Primeiro treinador cai no Campeonato Maranhense

Edelson Oliveira foi demitido do Cordino / Foto: Ivan Silva
Com apenas três jogos, o técnico Edelson Oliveira foi demitido do Cordino. É a primeira demissão de técnico no Campeonato Maranhense de 2011, que começou no dia 27 de fevereiro.

No Cordino desde o início de fevereiro, Edelson pediu e a diretoria contratou os reforços solicitados. Entretanto, o time não correspondeu em campo, pelo menos no julgamento da diretoria.

O agravante para a demissão do treinador foram as duas viradas, diante do Iape, quando a Onça vencia por 3 a 0, mas acabou perdendo de 4 a 3. A segunda ocorreu na última quinta-feira, 17, diante do Mac, quando o time vencia por 2 a 0 e acabou perdendo por 4 a 2.

Em três jogos, o time comandado por Edelson Oliveira venceu um jogo. A equipe marcou oito gols, mas a defesa é uma das mais vazadas, com oito gols sofridos. Com três pontos, o Cordino é o sexto colocado no Campeonato Maranhense

A diretoria ainda não tem um nome para assumir o time no restante do Campeonato. Enquanto isso, Zequinha Bocão comandará a equipe, a partir do próximo jogo, contra o Santa Quitéria, no domingo, 20.

Siga o Blog no Twitter

Um comentário:

  1. Raidon ferreira de lima19 de março de 2011 12:58

    o treinador não tem culpa,sobre essas duas derrotas foi por causa dos proprios jogadores de nossa equipe principalmente os jogadores de barra do corda que foram mal preparados psicológicamente,conheço há maioria que depois de jogarem nos seus respeqtivos clubes após termiu das partidas vão para um bar, conheço alguns que estavam no espaço cultural 03 horas da manhã curtindo o carnaval não sei como um jogador sabendo que iria jogar com um time que disputou a copa do brasil, esse time não é bobo e não é fraco

    ResponderExcluir

Podem comentar e criticar a vontade, só peço que respeitem as duas exigências abaixo

-Evitem usar palavrões nos comentários
-Evitem críticas à outros membros da imprensa, exceto ao titular deste blog

Feito isso, certeza que os comentários serão liberados sem nenhuma restrição